Você sabia que a empatia pode promover benefícios físicos e psicológicos?

A Empatia é a capacidade de reconhecer as emoções dos outros. E por mais simples que isso possa parecer esta capacidade está muito mais conectada à existência humana do que possamos imaginar.


Para muitos de nós a empatia é um processo natural, certo? De certa forma é, a verdade é que essa capacidade nos acompanha evolutivamente trazendo vantagens e desvantagens para nossa sobrevivência, e talvez por isso é considerada uma pedra angular da experiência social humana [1].


Ainda assim, os processos empáticos possuem suas distinções...

Ao reconhecer e compartilhar as emoções dos outros nos referimos a Empatia Emocional. Quando a mãe estabelece uma conexão com o filho, por exemplo, ela se coloca, intuitivamente, no lugar do filho, criando uma linha de comunicação, passando a atendê-lo e entendê-lo completamente. Quando nos dispomos a compreender as emoções distinguindo entre mim e o outro praticamos a Empatia Cognitiva, o que nos leva a fortalecer laços interpessoais, auxiliando na comunicação e conexão com a outra pessoa.


Inclusive temos a crença que o apoio das pessoas próximas nos traz conforto, certo?

Isso acontece quando nos dispomos a entender a dor do outro e nos expressamos a favor de melhorar ou solucionar um problema emocional do outro, e isso nada mais é do que um suporte social e emocional.


Estudos mostram que o suporte emocional fornece uma melhoria física e pscicológica dos nossos estados negativos, tanto para quem recebe, quanto para quem pratica a empatia, promovendo satisfação com a vida e menores problemas relacionados a depressão, estresse, ansiedade [2].


Empatia é algo que pode ser exercitado por todos nós e é aquele tipo de atitude que quando a gente faz, contagia, sabe?

Vou dar exemplos, você já se sentiu sonolento depois de ver alguém bocejando? (Às vezes a gente até boceja também). Você já chorou com algum filme? 1982 e um presente especial e eterno: o filme ET: O Extraterrestre. Quem não se emocionou com aquela cena quando o menino Elliot e o ET se conectam através do toque dos dedos?


Enfim, sentir e se colocar emocionalmente no espaço tempo do outro é alinhar nossas próprias emoções, é praticar mesmo que intuitivamente essa habilidade presente em nossas memórias mais profundas e inatas que trazidas à luz da consciência abrem portas para a conexão, compaixão e transcendem para a visualização do outro como irmão.


Espero que este texto tenha ajudado e que você possa praticar e se entregar cada vez mais a empatia para com o próximo que os benefícios certamente se amplificarão.















Referências: [1] ABRAMSON, L. et al. The Genetic and Environmental Origins of Emotional and Cognitive Empathy: Review and Meta-Analyses of Twin Studies. Neuroscience & Biobehavioral Reviews, v. 114, p. 113–133, 1 jul. 2020.

[2] DECETY, J.; FOTOPOULOU, A. Why empathy has a beneficial impact on others in medicine: unifying theories. Frontiers in Behavioral Neuroscience, v. 8, 14 jan. 2015.

Categorias

CONTATO

Rua Pascoal Moreira Cabral Leme, 466

Balneário Camboriú - SC

 

contato@institutosetimaonda.org

Tel: 47 98851-9270

© 2021 CRIADO POR WAZ DESIGNER, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO INSTITUTO SÉTIMA ONDA

logo nova waz 2018 preta.png